WELCOME/SEJA BEM VINDO / Bienvenue

This is my blog. Here you will find a little of my history, will have the opportunity to watch my video clips and other artists that I appreciate. Also there are issues about racing and the game "Grand Prix 3" videos produced by me.

Este é o meu blog. Aqui você encontrará um pouco da minha história, terá a oportunidade de assistir aos meus videoclips e de outros artistas que aprecio. Tem também assuntos sobre automobilismo e o game Grand Prix 3 com vídeos produzidos por mim.

2012-05-09

A vez do automobilismo nacional!

Acompanhei pela TV as corridas da Stock Car e F-Truck no final de semana que se passou. Percebi um fato interessante: autódromos lotados, público empolgado! Fato relevante: a corrida da Stock foi disputada às nove horas da manhã! Interessante, não? Sem concorrência direta com o futebol, paixão nacional número 1, o público pôde curtir a sua preferência segunda, terceira, quarta, etc... Que seja! Na minha modestíssima opinião, a direção da categoria acertou em cheio na decisão tomada. Não perdeu o público que temia perder nos autódromos e conta com a perspectiva de recrutar os fãs da velocidade acostumados a assistir aos tradicionais Grandes Prêmios das manhãs de domingo. Ponto para a Stock Car!


Quanto a F-Truck, sem comentários. sucesso absoluto e consolidação a cada ano que passa.


Ficamos tão acostumados nos últimos anos à mendicância de um lugar ao sol na F1 após os triunfos do trio Emerson-Piquet-Senna, na esperança de repeti-los. Mas, tenha certeza, caro(a) amigo(a) leitor(a), a categoria não mais permitirá que isso ocorra. Comercialmente não interessa para a F1 ter um piloto nosso dominando a categoria.

  
O Brasil é um país tão imenso e diverso. Então, seria o momento apropriado de virarmos as costas para a ganância deles, darmos maior ênfase às nossas categorias e, quem sabe, criar uma categoria fórmula nacional, reestruturar nossos autódromos, fortalecer nossas federações regionais, e atrair investimentos em prol do automobilismo nacional, como fizeram os Estados Unidos, Austrália (por exemplo) de modo que os profissionais do setor possam viver bem disso e proporcionando-nos um excelente entretenimento, sem competir com a paixão número 1 do brasileiro.